+ DINHEIRO

Saia do Vermelho

Autor: Rejane Romano (Fonte: Site Itáu www.itau.com.br/usoconsciente)

O site do banco Itaú dispõe de vária dicas para o uso consciente do dinheiro. Devido a situação atual o Afrobrasileiros compartilha com você um plano de ação para sair do vermelho, situação a qual infelizmente milhares de brasileiros se encontram devido a "N" fatores, como por exemplo o desemprego. 

 

 

 

 

Acompanhe as orientações do Itaú: 

 

Hora de agir 

 

Se você gasta mais do que ganha ou já está no vermelho, precisa reunir coragem e cortar gastos. 


 

Não se iluda 

 

O único jeito de voltar a ter equilíbrio financeiro é encarar o problema, mesmo que isso signifique que por algum tempo você terá que adiar projetos importantes e deixar de fazer compras, passear e se divertir como antes.  


 

Um passo por vez 

 

Crediário, cartão de crédito, financiamento... Usar um desses tipos de crédito para comprar alguma coisa significa assumir uma dívida, o que não é um problema desde que você esteja consciente e preparado para esses gastos. 

 


O desafio é não se perder nas contas. Afinal, quem tem mais dívidas do que consegue pagar, vive preocupado e acaba prejudicando seus próprios projetos. 


 
Depende de você 

 

- Mantenha as contas em dia e deixe um dinheiro guardado para emergências. 

 

- Se a situação apertar, não perca tempo. É melhor agir antes que as coisas piorem ainda mais. 

 

- Mesmo que tudo pareça perdido, mantenha a cabeça fria e faça um plano para reorganizar as contas. 

 

- Reconheça que tem um problema e não coloque a culpa nos outros. 

 

- Liste todas as suas dívidas e tente negociar prazos maiores e juros menores para cada uma delas. 

 

- Se puder, faça um empréstimo com juros baixos, como crédito consignado, para quitar de vez as dívidas de juros mais altos, como cheque especial e rotativo do cartão de crédito. 

 

- Enxugue os gastos, procurando produtos mais baratos, cortando supérfluos e eliminando desperdícios. 

 

- Destine o que economizar e também os ganhos extras para o pagamento de dívidas e de contas atrasadas. 

 

- Depois de tudo quitado, reorganize as contas e tente guardar algum dinheiro para emergências. 

 

Uma questão importante é saber de fato "Quanto você deve?" 

 

Descubra o tamanho da dívida 

 

Liste os valores e as taxas de juros de empréstimos, contas atrasadas, prestações, cheques pré-datados ou devolvidos, dívidas no cartão de crédito e no cheque especial. 

 

Avalie o tempo necessário para zerar todos os débitos, já considerando as reduções de gastos que conseguirá fazer, os eventuais ganhos extras e quanto caberá de pagamento de dívidas mês a mês. 

 

Fuja das soluções mágicas do crédito informal. 


Procure o gerente de sua conta, explique a situação e tente renegociar suas dívidas com o banco a juros menores e com prazos dentro das suas possibilidades. 

 

Cheque a possibilidade de um crédito consignado, se você é assalariado, aposentado ou pensionista do INSS. 


Esse tipo de empréstimo tem juros menores se comparado a outros tipos de crédito e parcelas descontadas diretamente do salário ou da pensão. 

 

Tenha cuidado. Se optar por um novo crédito para cobrir as dívidas atuais, quite o que deve e reorganize o orçamento da casa para evitar um novo desconforto. 


 
Agora que você tem uma fotografia da situação, confira os próximos passos. 

 

Se conseguiu renegociar as dívidas, ótimo. 

 

Mas não caia na armadilha de achar que tudo está resolvido. Na verdade, você só tem uma situação mais fácil de administrar, mas continua tão endividado quanto antes. 
Coloque no papel suas metas de economia - quanto pode gastar e quanto precisa economizar por mês para quitar de vez as dívidas e retomar seu equilíbrio financeiro. 

 

Reúna a família para combinar a melhor forma de usar o orçamento para que todos realizem seus planos. Discuta o assunto e defina as despesas de cada um a serem incluídas.

 

Além de outras informações constantes no site você poderá acessar um simulador do seu orçamento que o auxilia a calcular as entradas e saídas de ganhos de sua família.  

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS