+ MULHER

Pisar errado pode trazer dores constantes na perna

Autor: Caras Digital
Foto: Shutterstock

Pisar de maneira errada pode levar a problemas mais graves, como alterações no quadril e nos joelhos. Ortopedista revela como melhorar a pisada!

Após um dia agitado, é normal suas pernas doerem? Cuidado, isso pode ser perigosos! Este "machucado" pode estar diretamente relacionado ao seu tipo de pisada, e não estão associadas somente aos praticantes da corrida, tarefas rotineiras também sofrem influencia com o caminhar errado.

"As pessoas não sabem, mas o ato de pisar de maneira errada pode levar a problemas mais graves, como alterações no quadril, nos joelhos ou na estrutura musculoesquelética de toda a parte inferior do corpo. Mas existem maneiras de analisar e corrigir a pisada", explica o ortopedista Rodrigo Freitas, médico especialista em esportes.



Segundo o médico, os principais tipos de pisadas são: a pronada (rotação excessiva para dentro forçando a porção medial do pé), a supinada (rotação insuficiente para dentro ou até rotação para fora forçando a porção lateral do pé) e a neutra (ligeira rotação para dentro - ação normal que promove distribuição equilibrada das forças pelo pé).



"Em casa, uma das maneiras de identificar o seu tipo de pisada é observando a sola do calçado depois de bastante usado. O solado estará bem mais gasto no local onde o pé faz uma maior pressão ao pisar. Se você perceber essa diferença, é melhor procurar um especialista, pois esse pode ser um dos motivos que causam outras dores que acabam surgindo no dia a dia", afirma o ortopedista.



A escolha do calçado também é fundamental na hora de corrigir a pisada.



"O principal é analisar o conforto que o tênis ou o sapato proporcionam aos pés. Você precisa analisar o sistema de amortecimento e estabilização que eles oferecem aos pés", explica Dr. Rodrigo.

Por fim, o ortopedista afirma que, ao escolher o calçado que será utilizado, é importante buscar pelo controle de desvios e proteção dos pés, o que pode ser mais bem orientado com um profissional especializado, que dará as melhores dicas para corrigir as pisadas, quando necessário, além de explicar sobre o trabalho específico sobre as estruturas envolvidas nos movimentos dos pés, do quadril e de todo o membro inferior.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS