+ MUNDO

Violência do Boko Haram desloca 1,4 milhões de crianças na África

Autor: ONU BR
Foto: UNICEF / Tremeau

Relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) informa que os anos de violência do grupo armado Boko Haram na região africana da Bacia do Lago do Chade foram responsáveis por deslocar 1,4 milhões de crianças. A área inclui Nigéria, Camarões, Chade e Níger. O documento mostra ainda que 86 crianças foram usadas em ataques suicidas nos últimos dois anos.

 

 

Crianças deslocadas na aldeia de Tagal, no Chade.

 

Um novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) divulgado nesta semana mostra que os anos de violência provocados pelo grupo armado Boko Haram na região africana da Bacia do Lago do Chade foram responsáveis por deslocar 1,4 milhões de crianças, além de deixar um milhão de menores em áreas de difícil alcance. A região inclui Nigéria, Camarões, Chade e Níger.

 

De acordo com o documento Crianças em Movimento, Crianças Esquecidas,  2,6 milhões de pessoas estão deslocadas na área, enquanto 2,2 milhões estão sob cerco em áreas controladas pelo grupo armado - metade delas crianças. O relatório mostra ainda que  38 crianças foram usadas em ataques suicidas na região desde o início do ano, elevando para 86 o número destes casos desde 2014.

 

O UNICEF informou ainda que a fome afeta severamente os menores na região: estima-se que 475 mil crianças sofrerão desnutrição aguda grave este ano, acima dos 175 mil casos registrados no início do ano. Além disso, somente no nordeste da Nigéria 20 mil menores foram separados de suas famílias.

 

O documento também destaca que a maioria da população deslocada - 80% - está hospedada em abrigos familiares e de vizinhos, aumento a tensão numa das regiões mais pobres do mundo.

 

"A crise do Lago Chade é uma crise de crianças e deve estar nas prioridades da agenda de migração e deslocamento global", disse o diretor regional do UNICEF para a África Oriental e Central, Manuel Fontaine, em comunicado à imprensa.

 

"As necessidades estão ultrapassando a resposta de assistência humanitária, especialmente agora que novas áreas no nordeste da Nigéria se tornaram acessíveis", acrescentou.

 

O UNICEF está trabalhando com parceiros para atender às necessidades básicas das famílias nas áreas afetadas pelo conflito. Até o momento, 170 mil crianças receberam apoio psicológico, quase 100 mil foram tratadas da desnutrição aguda grave e mais de 100 mil participaram de programas educativos.

 

A agência da ONU informa que recebeu apenas 13% do financiamento de 308 milhões de dólares necessários para entregar assistência humanitária às famílias afetadas pela violência do Boko Haram e apela para doadores a fim de continuar com o apoio na região. Para saber como ajudar, clique aqui.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS