+ NOTÍCIAS

ENCONTROS COM A COMUNIDADE DA UNASP E HORTOLÂNDIA

O Consul Geral de Angola em São Paulo, Embaixador Belo Mangueira, acompanhado de uma comitiva consular, deslocou-se nos dias 29 de Junho e 1 de Julho a UNASP (Universidade Adventista de São Paulo Campus 2) de Engenheiro Coelho e a cidade de Hortolândia, respectivamente, para continuar os trabalhos de assistência consular em todas as suas áreas renovação de passaportes, transcrição de nascimentos, inscrição consular e demais actos consulares.

Essa actividade tem um carácter de aproximar, cada vez mais, o Consulado Geral às comunidades, cujo processo de assistência é gratuito, e visa também eliminar as dificuldades que os membros da comunidade têm em deslocar-se a cidade de São Paulo por motivos inerentes ao trabalho, estudo e financeiro.

A nível da UNASP, apesar do inicio das férias escolares, o trabalho de atendimento aos membros da comunidade foi muito bom, e, aproveitando a oportunidade, o Consul Geral trocou impressões sobre os diferentes problemas dos estudantes, destacando-se ainda as dificuldades com a transferência pelas famílias de valores de Angola para o Brasil. Foram dadas recomendações de como proceder à luz da nova directiva do Banco Nacional de Angola concernente a transferência de valores no âmbito da ajuda familiar. Destacou também o papel da juventude estudantil e a dedicação aos estudos, exortando-os a aproveitar a oportunidade que o Estado e famílias oferecem no Brasil.

Em relação a Hortolândia, a comunidade angolana é constituída essencialmente por angolanos residentes, muito dos quais estão na terceira geração, a viver no Brasil há mais de 15 anos, sendo os seus problemas diferentes dos estudantes. Notou-se a existência de uma comunidade grande de crianças e logicamente uma das actividades consulares foi a transcrição de nascimentos e renovação de passaportes, incluindo a inscrição consular. Mais de 100 pessoas foram atendidas, e o resultado positivo. Na reunião com a comunidade, esta apresentou os seus problemas, relacionados mais com a legalização de documentos

A senhora Francisca, mãe de 3 filhos, manifestou uma alegria em ter essa oportunidade de registar os seus filhos no Consulado Geral, bem como o atendimento e paciência que os funcionários do Consulado tiveram.

Conceição Antónia, residente no Brasil há 15 anos, regozijou-se pela presença do Consulado Geral, enaltecendo a necessidade de o cidadão estar legalizado no Brasil, e o facto de a ajuda e assistência ser gratuita.

Finalmente, o DR. João Paulo, médico e residente há 28 anos no Brasil, na qualidade de Responsável da Comunidade que engloba as regiões de Engenheiro Coelho, Hortolândia e Campinas, enalteceu a aproximação do Consulado com as comunidades, estando estas representadas pela instituição do Estado.

Nota-se que a maioria da comunidade angolana desta área pertence à Igreja Adventista do 7 Dia e, na homilia, o pastor Lihindi Melodia de Brito Borges, cidadão angolano e Primeiro Ancião da Igreja Adventista da Comunidade Africana em Hortolândia, agradeceu a presença do Consulado Geral, exaltando a importância da assistência consular a comunidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS