+ NOTÍCIAS

PERIPLO DO CONSUL GERAL DE ANGOLA EM SÃO PAULO AS COMUNIDADES DOS ESTADOS DO SUL DO BRASIL - CONTINUAÇÃO

Continuando o périplo pelo sul do Brasil, a comitiva consular esteve nas cidades de Criciúma, Florianópolis e Joinville, onde teve a oportunidade de efectuar trabalhos diversos de carácter assistencial e consular.

Criciúma

Em Criciúma, o encontro com a comunidade teve lugar numa das salas cedidas pela Universidade do Extremo Sul Catarinense UNESC, que alberga a maioria dos estudantes angolanos.

A comunidade é completamente estudantil, distribuída em vários cursos de especialidade, e é de realçar a relação de trabalho e cooperação existente entre a UNESC e a Associação da Comunidade Angolana nessa cidade. Um exemplo marcante, é a cedência pela Universidade de uma sala onde funciona a Associação dos Estudantes Angolanos, inaugurada em 27 de abril de 2016 pelo Reitor Professor Gildo Volpato, e a cedência de bolsas internas à estudantes angolanos, o que ajuda, de certa forma, a permanência e estudos face as dificuldades de transferência de valores.

Uma das características dos estudantes, é que estão na sua maioria no fim do curso e encontram-se expectantes, como todos os outros das demais cidades, de encontrar sem dificuldades o primeiro emprego, não obstante o que relatam muitos de seus ex-colegas que se encontram em Angola e desempregados.

Realça-se também o papel da Associação em relação aos novos estudantes angolanos, e a confraternização existentes, o que o Consulado Geral considera importante no convívio entre todos nós.

Florianópolis

Na cidade de Florianópolis, o encontro foi realizado nas instalações da Universidade Federal de Florianópolis, na Faculdade de Economia e de Relações Internacionais.

A particularidade da comunidade angolana, para além de serem na sua maioria estudantes, é uma comunidade com muitas crianças, e tiveram a oportunidade de fazerem os respectivos registos e transcrições de assento de nascimento. O que desperta a atenção é que tais uniões são geralmente entre membros da comunidade, o que realmente demonstra e fortifica a relação entre nós angolanos.

Joinville

Joinville é uma cidade onde há poucos angolanos e, de entre os poucos existentes, a assistência consular nesta cidade concentrou-se mais na renovação dos documentos nacionais e inscrições consulares.

O que há de realçar foi o encontro entre o Consul Geral e o Perfeito da cidade, Dr. Udo Döhler, e o seu Vice-Perfeito, Sr. Nelson Henrique Coelho, na companhia com o Coordenador das Comunidades Angolanas em Joinville, Pastor Jorge Manuel, onde a comitiva angolana agradeceu o apoio dado à comunidade angolana e a forma hospitaleira e a cedência da sala e condições criadas para o êxito do encontro com os angolanos. Aproveitou-se a oportunidade para trocar impressões sobre a importância da cidade e seus empresários numa possível perspectiva de investimento em Angola. O encontro foi cordial e amistoso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOTÍCIAS